sábado, 21 de dezembro de 2013

Sonhei-me num mar de seios,
Peitos, mamilos... Macios,
Quentes, tenros, em ondas
Ritmadas de vais e vens.

Acordei náufrago em agonia,
Salvo por pouco, lastimando
A solidão, a impossibilidade
De uma respiração boca a boca.

Francisco Costa

Rio, 21/12/2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário