terça-feira, 7 de maio de 2013

JARDIM DE SONS


Zínias, azaléas, aspidistras;
Hemerocális, agapantos.

Estreltzias, nenúfares, ipês.

Crótons, crisantemos,
Orquídeas, bétulas, tinhorões.

Crísias, papoupas, helicônias;
Petúnias, gigogas, cabombas;
Elodéas, hibíscus, azaléas.

Ainda que não fossem multiformes
Esbanjando curvas, sinuosidades...
Ou gritos cromáticos, multicores
Inundando retinas e pálpebras,

Jardins e hortos se justificariam em si
Como sonhos sonoros, nicho fonético,
Canteiros de encantos e fonemas
Doando pétalas de sons para poemas.

Francisco Costa
Rio, 17/04/2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário