terça-feira, 14 de maio de 2013

AULA DE HISTÓRIA


Desde quando os ibero-soviéticos
invadiram a Gardênia, a procura
de sudaneses rebeldes a Gandra,
não mais se viram cotovias e melros
nas gélidas praias de Constantinopla.

Segundo os antigos historiadores,
o presente episódio teve origem
em barricadas postas no Louvre,
exatamente entre Picasso e Renoir,
numa chuvosa tarde de novembro.

Para tanto encomendaram a Strauss
a trilha sonora do evento, um concerto,
que por falta de melhor denominação,
chamaram Oratorium em Re médio.

Julgam os teóricos contemporâneos
que o atual período de prosperidade
começou justamente aí, no embate
da incipiente burguesia, até então
formada por salteadores de cavalos,
e os jegues e burros, então aliados
 dos asnos,  jumentos e topeiras.

Sem que nenhum dos lados consiga
submeter em definitivo o outro,
chegamos aos tranquilos dias atuais.

Francisco Costa
Rio, 24/01/2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário